top of page

3 Formas de usar a internet na divulgação do seu negócio



  • Ganhe autoridade organicamente! Uma das formas de se fazer presente e ter sua marca conhecida é através da criação de conteúdo de valor acerca de seu segmento, despertando interesse no seu consumidor. Use as mídias sociais, vídeos e o blog do seu site para entregar este conteúdo.

  • Pague para ser encontrado! De forma imediata, apareça no buscador do Google quando seus produtos e soluções forem procuradas. Tenha controle do orçamento, regiões, horários, e pague por resultados reais apenas quando seu anúncio for clicado.

  • Pague para encontrar clientes! Use anúncios de vídeo, imagem e texto para públicos de interesse nas redes sociais, páginas da web e Youtube. Segmente por idade, região, estilo de vida, comportamentos de consumo e até eventos recentes desde casamentos e mudanças à nascimentos de crianças e aniversários.

Tempo é dinheiro, e no marketing digital é a mesma coisa!

Mais ligações para seu negócio, cotações de serviços, visitas no seu estabelecimento e vendas online... Como conseguir resultados usando a internet e marketing digital? Criar conteúdo e tentar crescer organicamente pode parecer a melhor e única opção para um pequeno empreendedor. Porém, aparecer nos buscadores e ter autoridade no seu segmento nas redes sociais apenas através da criação de conteúdo levará tempo, sendo necessário planejamento, criação de conteúdo para blog, vídeo, redes sociais etc. Outra solução mais rápida é pagar para aparecer para usuários no Facebook, Instagram, Google, Youtube e websites, sendo cobrado por resultados reais: cliques ou impressões (quando aparece seu anúncio).




Ganhando autoridade organicamente

No início, a internet era um lugar onde pessoas escreviam em blogs e poucas empresas ocupavam tal espaço, assim como as redes sociais vieram a surgir posteriormente a tal etapa. Com este sistema direto, digitando um endereço na web, vc chegava a sites, blogs e diversos conteúdos. Ao longo do tempo, ferramentas foram surgindo para fazer a leitura desses conteúdos. Como uma aranha andando em sua teia, de um fio para o outro, o sistema Spider fazia a leitura de títulos, palavras-chave etc de site em site, navegando entre links e lendo a toda rede. Com isso, foi possível o surgimento de buscadores como o do Google.

Com uma leitura cada vez mais aprofundada, "raqueadores" do Google e até mesmo redes sociais conseguem ir além da leitura básica (títulos, palavras, repetição de palavras, hierarquia de conteúdo) e fazer uma leitura semântica com base no momento da busca, local, termos de busca e usuário (histórico de busca, interesses e comportamentos na web etc). Dessa forma, uma maneira de dizer aos algoritmos desses ranqueadores que tem um conteúdo adequado àquele usuário é construindo relevância e autoridade ao mesmo tempo em que "joga o jogo" do algoritmo. Siga as etapas a seguir, lembrando sempre da tríade de interesses: Algoritmo (empresa como Google, Facebook), Usuário (seu consumidor) e você (sua empresa)

  • Planejamento de conteúdo e mídias

. Quem está falando - posicionamento da marca, tom, objetivo de comunicação; . Com quem fala - público, características, persona; . Onde quer falar - Escolha de mídias como Feed do Facebook, Instagram, Blog do site etc . O que falar - Mensagem propriamente, formato . Quando - Quando deverá publicar

  • Execução/agendamento

Efetuar as publicações, agendar em ferramentas para que isso aconteça automaticamente e automatize seu trabalho e criar alertas para publicações e engajamentos.

  • Controle/Dados

Mantenha tudo em controles como planilhas e acompanhe os dados de engajamento, compartilhamento, comentários etc.

  • Análise/Otimização de plano

Esteja sempre com a possibilidade de mudar o plano de conteúdo em mente. Cuidado para não fugir da estratégia principal, mas tenha sempre os resultados como guia da prática de planejar os conteúdos.


Pague e seja encontrado


Com o surgimento das ferramentas mencionadas acima, a internet pôde começar seu primeiro movimento para armazenar informações sobre sites, conteúdo, e separar sua rede por tipos de canais, temas, interesses e, posteriormente, ter essas informações acerca do usuário na web. Com o gerenciamento desses espaços de armazenamento de informações dos sites e usuários, forma criando diretórios. Estes diretórios permitiram o surgimento da publicidade em meio digital da forma que temos hoje: não mais um espaço comprado fixamente, mas a participação de leilão em tempo real por aquele espaço, para aquele dado usuário/momento.

Com essa leitura semântica, é possível pagar para aparecer para consumidores-alvo enquanto eles navegam na web, em sites, redes sociais ou mesmo buscadores como Google. Assim, você pode pagar para, por exemplo, aparecer em buscas específicas ou para públicos nas redes sociais que já demonstram interesse em suas soluções.


Encontre novos clientes e pague para criar demanda


Um passo além do "Seja encontrado", use a rede de Display, Vídeo do YouTube e parceiros, Facebook, Insta, etc para criar nova demanda para sua marca, reforçar/reposicionar para seu público, criar outras campanhas para outros estágios de consciência do usuário (funil de vendas), momentos de compra e/ou mesmo estratégias de remarketing.


Crie estratégia de conteúdo e combine o branding com estratégias pagas de publicidade em meio digital. Escolha públicos diferentes dos que já acessam suas páginas e crie nova demanda para sua empresa, através de estratégias de comunicação.


3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page